-->

Bem vinde!

Eu sou Alexsander. designer. booktuber. escritor.

Meu trampo Contrate

Sobre mim

Suspense
Fantasia
Questões de raça
Quem sou eu

Alec Costa

Leitor e produtor de conteúdo

Nascido e criado numa favela no Rio de Janeiro, comecei a ler aos 13 anos e desde então não parei mais.

Há mais de 6 anos eu produzo conteúdo sobre livros pra internet, discutindo livros fantasia e fomentando discussões raciais no meu canal e em minhas redes sociais.

Serviços

Resenhas

O canal já conta com mais de 100 indicações de livros.

Engajamento

Os Inscríveis formam uma comunidade em volta do canal.

Frequência

É liberada uma média de 3 vídeos por semana.

Alcance

Mais de 200.000 visualizações totais no canal no YouTube.

Blog

O segredo dos abreviatos, do José Beffa


Saluton!

Recentemente o autor José Beffa entrou em contato comigo pra gente poder fechar uma parceria pra eu comentar seu novo livro, o O segredo dos Abreviatos: A Província dos Ursos de Ventos, então é sobre ele que eu venho falar hoje. Boralá? #ad


JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, por que ajuda pra caramba! :)



SINOPSE

Em um futuro não tão distante, após a maior das pandemias quase extinguir a vida na Terra, o equilíbrio do planeta é restaura do graças a uma megacorporação chamada Mercalimento, uma força política e comerciante exclusiva do principal insumo dessa nova socie dade: a carne humana.

Em meio a esse regime totalitário, Amanda e Matheus, cidadãos de classes inferiores, descobrem que estão à espera de seu primeiro filho. E, cientes de que engravidar sem permissão é passível de pena capital no abatedouro, partem rumo à lendária Província dos Ursos de Vento, último refúgio livre dos domínios da megacorporação.

Nesta aventura retrofuturista, o casal acabará descobrindo o segredo que colocará em xeque toda a vida no planeta. Dessa forma, precisará unir forças, conhecer os amigos e, sobretudo, os inimigos, para conseguir atingir seus objetivos.



NO CANAL \\\

Já fiz um vídeo sobre o primeiro livro do autor, Dissidentes: Golpe de estado, e, para assistir, basta clicar na miniatura abaixo.




O livro O segredo dos Abreviatos é a segunda publicação do autor José Beffa e nele vamos acompanhar a história de Matheus, sua esposa e dois outros personagens. Eu comecei a ler o livro sem muita expectativa, confesso, mas, ao decorrer da narrativa, percebi que eu estava morrendo de saudade da escrita dele.


O autor consegue descrever cenas de ação de um jeito sensacional, que te insere na realidade dos personagens e te faz sentir seus temores, alegrias e tristezas. Um cenário steampunk (e por mais incrível que possa parecer) cyberpunk ao mesmo tempo nos vai ser apresentado nesse livro e é bom demais ir conhecendo um pouco mais a cada capítulo. Um Brasil muito diferente vai sendo construindo aqui.


Ao longo da história, nosso protagonista vai tendo contato com diversos "computadores" (que são meio que estações de informação) que vão construindo o passado desse Brasil. Na minha opinião, essa foi uma sacada genial do autor: contar o que aconteceu com essa Terra pra gente ao mesmo tempo em que conta para o protagonista. Isso fez com que a história ficasse extremamente dinâmica e orgânica. Dessa forma, o autor literalmente para a história pra nos contar o worldbuilding e não fica chato ou forçado.

Os personagens dessa história são bastante carismáticos e eu gostei de estar com eles ao longo desse livro, embora eu gostaria que eles tivessem sido um pouco mais fieis ao seus sentimentos. Eles sentem uma avalanche de coisas e isso me deixou um pouco perdido. Num capítulo ele tá completamente revoltado, daí no outro ele já tá feliz, tudo de forma muito rápida e inconstante. parece até eu

Um ponto muito positivo dessa história é que, assim como foi com o primeiro livro do autor, aqui a gente vai ter uma história REPLETA de cenas de ação. Esse é um ponto positivo demais do autor, já que não te deixa um segundo sequer pra respirar e você quer continuar a ler. Já mencionei anteriormente, mas o ambiente ajuda muito nesse quesito. Zepelins, letreiros em neon e coisas do tipo: tudo contribui pra esse cenário de filme!

O autor é uma pessoa, digamos, muito ativa politicamente. Eu fico muito feliz por, em seus livros, ele fazer questão de deixar isso tudo muito claro. Apesar de isso ser bem mais explícito no primeiro livro dele, aqui no Abreviatos isso tá um pouco mais (não muito kkk) disfarçado. A crítica existe tá lá pra qualquer pessoa que procure, mas de uma forma bem mais sutil.


No mais, essa é uma história muito boa e que vale a pena você conhecer. Mais detalhes sobre a edição, narrativa, etc., você encontra no vídeo que saiu lá no canal.

VÍDEO \\\





Compre na Amazon! 

Comprando através desse link, você ajuda o canal financeiramente sem pagar nada a mais por isso!


E aí? Já leu ou ficou com vontade?
Comente sua opinião! \o/

Kindred, da Octavia E. Butler

 

Saluton!


Em setembro, eu e os membros do clubinho dos Inscríveis lemos Kindred, da Octavia E. Butler. Como de praxe, tivemos discussões semanais: duas por texto e duas ao vivo. As lives estão salvas lá no canal e, para assisti-las, basta clicar aqui.







 /// VÍDEO ///



quarentena






 

Se você gostou desse livro gringo, experimenta esse NACIONAL!


Saluton!

Uma das coisas que eu mais gosto de fazer nessa vídeo é ler livros nacionais. Nada é mais gostoso do que a sensação de terminar de ler uma história e você poder ir imediatamente conversar com a mente por trás daquilo. Por isso eu comecei a fazer uma série de vídeos lá no canal relacionando livros nacionais com livros gringos!


JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, por que ajuda pra caramba! :)



Clique aqui para assistir ao vídeo.




MENCIONADOS NO VÍDEO*

Os dois mundos de Astrid Jones, da A. S. King
Adquira: https://amzn.to/32Uzxvn

Os garotos corvos, da Maggie Stiefvater
Adquira: https://amzn.to/3mGZmqF

Contos da Olivia Pilar: https://amzn.to/32R9tRZ

Me cura, do Arthur Araujo
Adquira: https://amzn.to/33QLxNJ

*Comprando com os links acima, você ajuda o canal!

Minha coleção da Agatha Christie


Saluton!


Se você me acompanha, deve saber muito bem o quão apaixonado eu sou pela Rainha do Crime, não é mesmo? Pois bem! Hoje, atendendo a pedidos, eu venho compartilhar com vocês toda a minha coleção! Mostro um por um, cada um dos meus quase 30 livros!


JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, por que ajuda pra caramba! :)






Agatha Christie: Uma biografia, por Janet Morgan: https://amzn.to/3hR7Gk9
ADQUIRA QUALQUER LIVRO NA AGATHA: https://amzn.to/2RK2cwU

Dicas para começar a ler em outro idioma


Saluton!

Sempre que eu compartilho alguma leitura que eu fiz em inglês nas minhas redes sociais, chovem comentários de pessoas me pedindo dicas ou pedindo pra eu comentar um pouco mais sobre esse hábito que eu tenho há uns 4 ou 5 anos. 

Hoje a gente conversa sobre isso! :)


JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, por que ajuda pra caramba! :)



Ó, uma coisa precisa ficar clara, antes de começarmos esse post: não vou te ensinar a ler e escrever em inglês! Eu não sou professor, não tenho formação alguma e não existe fórmula mágica. Como com quase tudo nessa vida, isso é um hábito/habilidade que se aprende com muito esforço, prática e dedicação, ok? 

Passados os avisos iniciais, simbora!


Eu comecei a ler em inglês não muito tempo depois que eu comecei a ler, de fato. O primeiro livro em inglês que eu comprei foi o Divergent da Veronica Roth. Eu 'tava naquele fogo de consumir todos os livros conhecidos na época e o box ficou num promoção bem baratinha: paguei R$45 nos três livros em capa comum!

A primeira e mais valiosa de todas: cerque-se do idioma que você quer começar a ler. É fundamental que você se rodeie de coisas no idioma que você quer começar a praticar. Comece assistindo a filmes no idioma original com as legendas ativadas e configuradas pro nosso idioma; ouça músicas acompanhando a tradução e depois mude pro idioma original; busque produções, conteúdos, artigos em blogs, posts no Medium no idioma que você quer. É muito importante que você fique imerso!

CALMA! Eu sei que a empolgação de sair comprando livros em outro idioma assim que ficarem baratos é muito grande, mas resista! Antes de sair criando dívidas e comprando livros que você talvez não vá gostar, baixe uma amostra no site da Amazon.

Exemplo do primeiro livro que eu li.


Dessa forma, você pode ter uma noção do nível do inglês do livro antes de gastar qualquer dinheiro. Experimente ler o(s) primeiro(s) capítulos pra saber se você vai dar conta do texto do livro em questão.


Pra fazer com que esse post fosse mais dinâmico, eu abri uma caixinhas de perguntas lá no meu Instagram, pedindo que vocês deixassem dúvidas a respeito de ler em inglês. Dessa forma, o post ficar mais certeiro e posso ajudar mais de vocês! :)


Vamos por partes: primeiro perguntas.

@chavedoslivros_: Começar por Infantojuvenil é bom?
Vai depender mais do seu nível de inglês do que do gênero/faixa etária do livro, acredite. Você já consegue assistir a um episódio da sua favorita com legendas no mesmo idioma que está sendo falado? Se sim, sim!

@math3usssz: Precisa ter um nível muito avançado de inglês para ler em inglês??
Mais uma vez: depende do seu nível. Sabe aquela música em inglês que você VIVE escutando? Você consegue saber a letra dela sem precisar pegar a tradução?

@mariih_costa: começo relendo um livro que já li em português ou já um em inglês de vez?
Reler um livro é uma boa pedida e ajuda demais, vai por mim. O problema é que nem sempre é viável ($$$). Se você encontrar um dos seus livros favoritos no idioma original em promoção, se joga!

@maryibic: Qual tipo de livro é mais indicado???
Eu indicaria um YA/jovem adulto contemporâneo. Nada com muita fantasia se você ainda não se sente muito seguro. Vejo muita gente indicando o Harry Potter e a pedra filosofal pra quem tá começando mas eu, Alec, falo pra você ir numa direção completamente contrária se ainda não tiver lido o livro em português! Imagina o quão confuso não seria você estar lá, engatinhando no seu inglês e do nada se deparar com um hufflepuff lá no meio do texto?! Se você já conhece a história, pode até ser legal! Do contrário, eu acho melhor não. Você pode sempre recorrer à Jason Reynolds, Angie Thomas, Nicola Yoon e outros na mesma pegada!

@coffeewithcellie: Eu tenho medo de pegar um livro pra ler, mas leio de boa trechos e textos em inglês; como perder o medo?
Bom, se joga! kkk! De verdade, não tem outra coisa! Vira e mexe a Amazon libera alguns livros em inglês de graça! Experimenta ler um desses ou siga a minha primeira dica nesse post! Talvez te ajude!

@nasentrelinas: Uma pessoa com inglês básico pra intermediário consegue ler Brandon S [Sanderson]?
Então, o Sanderson é um cara que tem uma escrita bem acessível, apesar de ter seus floreios em certos momentos. Apesar disso, o universo fantástico dele (principalmente em The Stormlight Archive) tem muitos termos próprios e inventados pelo próprio autor, o que pode dificultar sua leitura em certo nível. Nesse caso (vou me repetir kkk:), solicite a amostra na Amazon! É de graça!

@livros.defefa: Não é pergunta, mas com o Kindle voltei a ler bem mais em inglês. Os dicionários dele ajudam muito.
SIM, FEFA! O Kindle (o aparelho, pelo menos! Não sei o app) ajuda demais nessa questão! Se vocês quiserem, eu posso preparar um vídeo lá pro canal mostrando como usar o Kindle ao seu favor na hora de aprender um novo idioma! Mas, de forma bem resumida, basta segurar em em cima da palavra que você tem alguma dúvida e ele te apresenta (em inglês!) o que significa!

@jluiz_3011: sobre o ritmo, é normal ler mais devagar apesar de um nível mais avançado?
Com certeza absoluta! Se você não tem o costume de ler em inglês, mesmo que você já tenha conhecimento da língua, você tá experimentando uma coisa completamente nova e diferente; é normal que o cérebro dê uma travada de vez em quando!

@diego.borges13: Com qual nível você acredita que uma pessoa deve começar e quais as indicações de livros.
Bom, as dicas de como escolher o título ideal eu já deixei ao longo do post inteiro, mas a idade certa é a idade que a pessoa tem. Nunca se é cedo ou tarde demais pra começar a ler em outro idioma! Se não se sente plenamente confortável pra começar um romance (lê-se livro de 250/230 páginas), não se envergonhe de ler edição resumidas e/ou adaptadas pra crianças! O importante é começar!

@taynan_falcao: Vc para pra pesquisar cada palavra que não conhece ou tenta pegar o contexto geral e segue?
É de suma importância que você não NÃO nÃo N Ã O pare a cada palavra que não conhece! Vai por mim: continua lendo. Termina o parágrafo. A página. A partir do momento em que você para de se cobrar tanto pra ler no mesmo ritmo que você lê na sua língua mãe (o que nem faz sentido, já que você literalmente fala desde sempre) e entende que é um momento de aprendizado a leitura se torna divertida. Se você não entender nem pelo contexto e achar que nada está fazendo sentido por conta dessa única palavra, aí, sim, considere procurar no dicionário. Eu, particularmente, recomendo fazer uma marcação mínima no livro (um post-it, sublinhado, marca-texto) na palavra que você não entendeu pra depois ir procurar.

Clique para assistir ao vídeo

Qualquer dúvida que vocês tiverem, pergunta ou sugestão sobre o tema, podem deixar aqui embaixo nos comentários, que eu respondo num vídeo sobre esse tema que eu vou preparar lá no canal! :)

Contato

Telegram :

@umbookaholic

Email :

divulgue@umbookaholic.com