-->

18 de abril de 2020

FALSOS DRAGÕES: os heróis que nunca foram
por mikedubisch

Saudações, devotos da Sombra!

Hoje vamos explorar o conceito de falsos Dragões no universo de A Roda do Tempo: quem são, por que existem, quando atuaram e o que significam para a saga!

Me chamo Kalil, tenho 24 anos, sou historiador, professor de idiomas e um fã desgraçado de fantasia, especialmente de A Roda do Tempo. Terminei a leitura da saga em 2018 (aos prantos, claro) e desde então ela não me sai da cabeça. Você pode me seguir no Twitter (@kalilnz) onde falo O TEMPO INTEIRO sobre fantasia, fique avisado. Se você já leu a saga inteira, pode seguir meu perfil de citações+fanarts sobre a saga (@wheel_of_quotes), que está em hiato, mas logo retorna! ;)

JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, porque ajuda pra caramba! :)


 Este post não contém spoilers! Aqui nós vamos comentar sobre detalhes do passado desse universo, então pode ficar tranquilo! 😊
A imensidão de detalhes na construção da história do mundo de A Roda do Tempo é impressionante. Milhares de anos repletos de cenas, acontecimentos e figuras históricas tornam esse universo extremamente palpável pro leitor, e tudo contado na medida certa, nunca exaurindo o assunto, mas nos deixando uma sensação de quero mais. No mundo real, quase nunca teremos o fiel relato do que aconteceu no passado, muito menos o relato completo, portanto faz todo sentido que Jordan reproduza essa atmosfera de incerteza na história de sua própria obra.

Neste post falaremos sobre aqueles que vieram antes, aqueles que, de uma forma ou outra, pavimentaram o caminho para a ascensão de Rand al'Thor: os falsos Dragões. Segundo os glossários dos livros, o nome de falso Dragão é

dado aos vários homens que afirmaram ser o Dragão Renascido. Alguns desencadearam guerras que envolveram diversas nações. Ao longo dos séculos, a maioria era incapaz de canalizar, mas alguns podiam fazê-lo. Todos, porém, desapareceram, foram capturados ou mortos sem cumprir nenhuma das Profecias do Dragão.

Dos mais notáveis, existiram, ao longo da história, 7 homens que tomaram para si o título de Dragão Renascido sem de fato serem a reencarnação de Lews Therin Telamon, dois dos quais conhecemos e lemos a respeito nos livros. Antes de adentrarmos na história de cada um, vamos explorar o porquê de esses homens se declararem como salvadores. Cobiça? Crença genuína? Farsa ambiciosa?

Lews Therin Telamon comandando seus exércitos durante a Guerra da Sombra (Chase Conley e Nicolas Chapuis‎ para a HQ de O Olho do Mundo)

A Roda do Tempo está sempre buscando equilíbrio em seus giros que governam o universo. Saidin e saidar, forças opostas e complementares, propulsionam o girar da Roda (que não necessariamente é uma roda real, mas como os habitantes desse mundo interpretam os ciclos de morte e renascimento) e movem a história. Sempre que há desequilíbrio no Padrão das Eras, é necessário corrigi-lo.

Quando um forte canalizador nasce e se estabelece como uma influência no mundo, o Padrão precisa se corrigir e se livrar dele, caso não seja de fato a reencarnação do Fratricida. Entre os fãs, existe muita discussão em torno dos motivos para a existência de falsos Dragões no mundo. Uns afirmam que o próprio Padrão solta falsos Dragões para preparar o mundo para a chegada do verdadeiro; outros, que os falsos surgem espontaneamente e o Padrão se apressa em corrigir tal erro, eliminando-os. É incerto como a Roda do Tempo opera efetivamente, e podemos apenas especular.

A meu ver, esses canalizadores que se nomeiam como Dragões, é muito provável, de fato acreditam que são o Dragão, seja por conta da loucura de saidin que se manifesta como uma voz na cabeça deles, encorajando-os, seja por terem entrado em contato com alguma das profecias e realmente acreditado que tinham capacidade de concretizá-las.

Na época da história, há 3 Dragões simultâneos, dois falsos (Logain e Taim) e o verdadeiro, Rand. Quando al'Thor se confirma como Dragão, segundo o próprio Jordan, o Padrão se apressa para tirar os outros dois da jogada (fazendo Taim cair do cavalo e ser capturado, por exemplo), pois só pode haver um único adversário para o Tenebroso.

Sem mais delongas, vamos conhecer aqueles que antecederam nosso protagonista favorito (considere as datas como o ano da autoproclamação deles como Dragões & DR - Depois da Ruptura; AL - Ano Livre; NE - Nova Era):

Logain Ablar, por KaligoDark

- Raolin Algoz-das-trevas (335 DR): o mais antigo falso Dragão de que temos notícia, Raolin, nascido na cidade que um dia se denominaria Far Madding, tomou para si o codinome Algoz-das-trevas e, apesar de falta de entendimento das fontes com relação a datas, reuniu grande poder antes de ser capturado e amansado pela Torre Branca, por volta dos seus 23 anos.

- Yurian Arco-de-pedra (1294 DR): nascido também em Far Madding, Yurian emergiu das cinzas das Guerras dos Trollocs e, como seu predecessor, tomou para si o nome de Arco-de-pedra. Com relação a ele, as fontes também entram em contradição com relação a datas e acontecimentos. Supostamente se declarou no solstício de verão e, anos depois, foi capturado e amansado nessa mesma data, aos 28 anos. Há duas narrativas sobre sua morte: teria morrido devido ao amansamento ou em batalha contra forças trollocs lideradas pelo próprio Ba'alzamon.

- Davian (AL 351): diz-se que, à época da sua ascensão, Davian era um nome muito comum para meninos, depois, passaram-se 500 anos antes que outro garoto recebesse tal nome. Teria se declarado no segundo dia do Festival das Luzes e morto no primeiro dia do Festival das Luzes do ano seguinte, mas há controvérsias. Sua causa passou pelas nações como um incêndio, tendo conquistado duas nações e gerado revoluções e protestos em tantas outras, movimentando exércitos contra ele, até que foi morto por um de seus seguidores que desejava tomar seu lugar. Sua rebelião se dissolveu logo em seguida.

- Guaire Amalasan (AL 939): nascido na nação de Darmovan e provavelmente o nome mais importante desta lista excluindo-se os que aparecem na saga principal, Guaire era um jovem erudito e treinado em combate que deu início à chamada Guerra do Segundo Dragão (AL 939-943) e conquistou metade do continente, com uma força de quase 200 mil guerreiros em seu exército, tomou Far Madding em 3 semanas e quase dominou a Pedra de Tear. Sua campanha teve fim ao ser derrotado por Artur Asa-de-Gavião e amansado pela Torre Branca. Sua habilidade com o Poder Único era imensa, quando atacado por 6 Aes Sedai, matou uma e estancou outras duas. O que restou de seus exércitos, denominados Filhos do Dragão, tentou resgatá-lo de Tar Valon, atacando a cidade, porém falharam no fim. Guaire Amalasan foi julgado e executado pela Torre Branca. Há uma teoria muito intrigante no fandom que afirma que Amalasan na verdade foi de fato a reencarnação de Lews Therin, mas teria emergido do Padrão no momento errado, que por sua vez enviou Artur Asa-de-gavião para derrotá-lo e corrigir tal erro.

- Gorin Rogad (995 NE): talvez o menos interessante da lista, Rogad se declarou em Illian ao começo da história, sendo mencionado junto a Logain nos primeiros capítulos de O Olho do Mundo. Apesar de não poder canalizar, sitiou a cidade, mas acabou capturado e queimado vivo pelos illianenses.

- Logain Ablar (995 NE): um pequeno fidalgo de Ghealdan, Logain é um canalizador fortíssimo, só um nível abaixo de Rand, e angariou forças e apoio até ser derrotado perto de Lugard ao começo da história. Foi capturado e amansado em Tar Valon. Aparece pela primeira vez em O Olho do Mundo.

- Mazrim Taim (995 NE): nascido em Saldea, Taim avançou para Kandor e Arad Doman até que um acontecimento relacionado a Rand o fez cair do cavalo e ser capturado e levado a Tar Valon para ser amansado. Aparece pela primeira vez em O senhor do caos.

Sobre os dois últimos falsos Dragões não darei informações muito detalhadas a respeito do que acontece com eles de modo a deixar o texto sem spoilers. Leia e descubra pois ambos têm papéis muito relevantes pro restante da saga!

Todo esse lore sobre os falsos Dragões pode aparentar apenas mais um precioso porém não muito relevante detalhe na história de pano de fundo da saga, entretanto é mais do que isso. As incertezas e os medos por que Rand passa antes de se entender como o Dragão estão enraizados nos contos sobre essas personalidades, como eles foram caçados, amansados e executados, como enfrentaram nações e exércitos para no fim se provarem uma mentira. São as vidas de homens que muitas vezes acreditaram estar no caminho certo e poder liderar o mundo rumo à vitória contra as forças da Sombra.


Por todos os livros vemos personagens refletindo sobre as vidas dos pretendentes ao título de Dragão, sobre o modo como foram usados para certos fins políticos e a destruição que trouxeram ao mundo. É um exemplo perfeito de elemento de pano de fundo que está a serviço da narrativa atual e que justifica ações de personagens com excelente lógica interna. Tenha em mente esses nomes quando continuar a leitura da saga!

As informações para a elaboração deste texto foram tiradas da saga A Roda do Tempo, do The Wheel of Time Companion e da enciclopédia library.tarvalon.net.


O que achou? Diga aqui embaixo qual falso Dragão mais te interessou e se você acha que eles são um erro do sistema ou uma preparação para a vinda do verdadeiro!

Viciado de fantasia e suspense, é fã de A Roda do Tempo, NK Jemisin e Brandon Sanderson. Divide seu tempo entre seu canal no YouTube e provar novas marcas de pó de café.

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixa a sua opinião, ela é mega importante pra mim! E, ah, se você tiver um blog, deixa o link aí! Vou adorar retribuir a visita! <3

Obrigado! :D

Contato

Telegram :

@umbookaholic

Email :

divulgue@umbookaholic.com