-->

7 de fevereiro de 2021

invisi(BI)lidade

 
Sei que nunca falei sobre isso aqui no blog. Sei também que não tenho falado sobre qualquer coisa por aqui, mas eu fiquei comovido e mexido demais pra simplesmente não me pronunciar.

Todo mundo com dois neurônios e acesos à internet deve ter percebido o verdadeiro show de horrores que está sendo essa edição do Big Brother Brasil. Um show de xenofobia, racismo e, agora, LGBTfobia.

Um dos participantes se chamava Lucas Koka Penteado, um jovem homem negro que, depois de 24 anos, se assumiu bissexual ao ficar com um outro participante do jogo, o Gilberto. O Lucas já vinha sendo alvo de ataques e vítima de constantes torturas psicológicas dentro da casa depois de um deslize que ele cometeu logo na primeira semana do jogo. A questão toda é que "deram uma lição" nele de forma completamente desproporcional e injusta.



Karol Conká, uma das pessoas que já admirava antes de entrar no programa, simplesmente começou a se revelar uma grande escrota e hipócrita e, munida de seus textos prontos e falta militância, fez a cabeça de todos dentro da casa pra tirar o Lucas do jogo. Frases como "não olhe na minha cara", "você só come depois que eu sair da mesa" e "você é um babaca, escroto" eram repetidas diariamente (e muitas das vezes ao vivo) pro Lucas. Ela e outra participante, a Lumena, se diziam antirracistas e militantes e humilharam e menosprezaram um garoto negro repetidamente em rede nacional.

Além disso, nessa manhã do dia 7 de fevereiro de 2021, Pocah (uma "cantora") se juntou ao time para questionar a bissexualidade de Lucas, como se, só pelo fato d'ele não ter mencionado sua sexualidade ou ter ficado com outro cara na casa anteriormente, ele não pudesse ser bi.


A verdade é que eu me vejo em Lucas.

"Ah, mas ele errou" e você não? Você não erra? 

O Lucas é um jovem de 24 anos, negro, cria de favela e que teve a coragem de se assumir LGBT numa casa com centenas de câmeras vistas 24h por um dos países que mais mata pessoas como ele todos os dias. A perseguição foi tamanha a ponto de disseram que ele ficou com outro homem no programa por ESTRATÉGIA, como se isso fosse colocar ele nas graças do brasileiros. Ele. O corpo mais odiado e caçado desse país. O corpo do jovem negro.

Isso tudo pra expor a situação e dizer que fiquei (e ainda estou) muito afetado por tudo isso. Ver isso acontecendo com o Lucas todos os dias (mesmo depois de ter silenciado todas as palavras possíveis e imagináveis envolvendo o programa) me dóis muito e me é desesperador. Todos os dias pessoas pretas bissexuais dão cabo da própria vida por não suportar o fardo que é ser uma pessoa preta LGBT nesse país extremamente preconceituoso. A violência que o Lucas sofreu ali não é exclusiva dele e diversas pessoas passam por isso todos os dias. O Lucas é um vencedor só por ter chegado ao 24 anos e ser completamente invalidado e humilhado é desumano

Cuidem de vocês e de sua saúde mental, amem e sejam amados. Permita-se ser quem você realmente é, mesmo que num quadradinho de 10m quadrados. Você e sua vida importam. Muito.

(R)Existimos. Ubuntu.

Viciado de fantasia e suspense, é fã de A Roda do Tempo, NK Jemisin e Brandon Sanderson. Divide seu tempo entre seu canal no YouTube e provar novas marcas de pó de café.

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixa a sua opinião, ela é mega importante pra mim! E, ah, se você tiver um blog, deixa o link aí! Vou adorar retribuir a visita! <3

Obrigado! :D

Contato

Telegram :

@umbookaholic

Email :

divulgue@umbookaholic.com