Não Fale com Estranhos, do Harlan Coben.


Oi, pessoaaal! Que saudade que eu estava sentindo de vocês! Agora que eu estou com o meu computador de volta, vou encher vocês de conteúdo, pra nunca mais sentirem minha falta (como se alguém algum dia tivesse sentido). <3

O livro que eu vou indicar pra vocês hoje é o Não Fale com Estranhos, do autor Harlan Coben, que é publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Como vocês bem sabem, a minha relação com esse autor é como a relação da Hazel Grace com o Peter Van Houten, no início do livro A Culpa é das Estrelas, do John Green. Eu sou muito apaixonado por esse autor e por tudo o que ele escreve, então vocês já esperam que essa resenha seja positiva, não é? kkkkk

Mas, sem mais enrolação, vam'bora pra resenha? \o/

Sinopse: O estranho aparece do nada e, com poucas palavras, destrói o mundo de Adam Price. Sua identidade é desconhecida. Suas motivações são obscuras. Mas suas revelações são dolorosamente incontestáveis.

Adam levava uma vida dos sonhos ao lado da esposa, Corinne, e dos dois filhos. Quando o estranho o aborda para contar um segredo estarrecedor sobre sua esposa, ele percebe a fragilidade do sonho que construiu: teria sido tudo uma grande mentira?

Assombrado pela dúvida, Adam decide confrontar Corinne, e a imagem de perfeição que criou em torno dela começa a ruir. Ao investigar a história por conta própria, acaba se envolvendo num universo sombrio repleto de mentiras, chantagens e assassinatos.

~~~~~

Essa resenha não contém spoilers. Pode ler tranquilamente. ;)

Gostou da sinopse? Então, migs, acredite: isso acontece em menos de 50 páginas. Antes d'eu começar a dar o meu parecer sobre o livro em si, eu preciso dar um plano de fundo que vai um pouco além dela.

No começo a gente conhece o Adam Price, um carinha que leva uma vida muito boa. Ele tem um bom emprego, uma boa casa, uma esposa maravilhosa além de dois filhos que são o sonho de todos os pais. Tudo sempre deu certo, seu casamento nunca antes tinha tido um problema sério e os problemas que ele enfrentava com seus filhos eram os típicos problemas que vêm com a puberdade.

Um belo dia Adam está assistindo ao jogo do time de lacrosse (esporte que se pratica no gelo) do seu filho), quando um cara muito misterioso se aproxima. Esse mesmo cara esquisitão conta algo pro Adam que o faz ficar chocado. Depois de seu encontro com o estranho, Adam muda muito. Começa a desconfiar de sua esposa e a pensar se toda sua vida é uma mentira.

Sabendo de tudo isso, já sabemos que vamos acompanhar as incertezas e as atitudes desse personagem - Adam Price - e o que elas desencadearão. Esse é um dos pontos mais fortes do livro: por ser narrado em primeira pessoa, vamos ver exatamente como Adam pensa e vamos sentir, junto com ele, todas as dores e aflições.


Às vezes ficamos putos quando alguém nos fecha no trânsito ou demora demais pra fazer o pedido na Starbucks ou reage de um modo inesperado, e nem pensamos na possibilidade de que essas pessoas, por trás de suas respectivas fachadas, estejam chafurdando num grande mar de merda.

Ainda sobre o Adam: ele é um dos meus personagens favoritos do Harlan Coben! Mesmo ele estando numa situação nada legal, ele consegue ser engraçado! Mas, meu caro amiguinho (pegou a referência? comenta aí. kkkk), não vá achando que fica forçado! A maneira que o Coben criou o personagem, faz com que tudo pareça natural, é muito bom, gente. kkk! Adam trabalha em um escritório de advocacia, então durante a narrativa do livro a gente vai acompanhar um caso em específico, o que deixa o livro ainda mais sensacional!

[...] o mundo não está nem aí para nós e muito menos para os nossos pequenos problemas.

O cenário da estória é outro ponto alto. Com as descrições sempre detalhadas do Coben, é fácil ficarmos imersos e completamente presos à trama.

Adorei ver como o Adam evolui durante a narrativa: crescendo, não só como pessoa, mas como pai. Vendo algumas resenhas, vi que alguns "gênios" premeditaram o final (o que não aconteceu comigo), então achei uma agradável surpresa. Gostei muito do ponto no qual o livro chegou, no fim de tudo. Embora tenha tido um final bem amarradinho, o autor deixou um leque de possibilidades no fim do livro, o que adorei! *-*

Se baseada na mentira, a felicidade costuma ser passageira.

Não posso deixar de mencionar os filhos do Adam e os outros personagens, já que sinto como se pudesse esbarrar com qualquer um deles na rua. Com personagens tridimensionais, Coben criou mais uma história sensacional, com muito maestria e ousadia.

Recomendo pra todos que estão em busca de uma boa história de suspense de tirar o fôlego! O mestre das noites em claro acertou mais uma vez! :)

Confira algumas fotos da edição simples, mas maravilhosa, da Editora Arqueiro. :)

Capa vista de cima.

Diagramação.

Material da capa em detalhe.

RESENHA EM VÍDEO



NOTA: 5/5

E aí? Curtiu? Já leu ou pretende ler? Comenta aí! \o/

5 comentários:

  1. Alex, vc sabe que já me encantei pelo Coben desde Não conte a ninguém! Já tenho esse livro em e-book e quero começar a leitura logo <3
    Ótima resenha! E as fotos estão maravilhosas!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. MEU DEUS!

    Que senhora resenha! Amei muito <3
    Nunca li nada do Coben (infelizmente) mas com certeza depois desse post, já está na lista de desejados.
    Aliás, tenho um livro pra você ler que é bem parecido com esse, o Hipnotista do Lars Kepler. Eu amo ele, e é a sua cara!

    Abraços!
    Matheus

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha está ótima, você fez algo que é quase impossível: me deixar com vontade de ler Harlan Coben. Li Quebra de Confiança dele e foi muito ruim, consegui descobrir o mistério de cara, e não curti muito a escrita dele. Depois comprei o Jogada Mortal e sequer terminei, até a página 70 estava tudo muito morto. Desde então não li mais nada dele. Mas fiquei curiosa agora por conta dos personagens, os casos de advocacia e claro o suspense da coisa, porém tenho muito medo de me decepcionar mais uma vez. Acho que esperarei o autor cair nas minhas mãos em forma de presente hahahahaha. Tenho medo de não dar certo comigo de novo.

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nenhum livro desse autor e espero que esse possa ser o primeiro, tanto para iniciar leituras desse gênero quanto do próprio Harlan Coben.
    Quanto a história, fiquei bem curiosa sobre o que seriam esses segredos, mistérios que deram uma reviravolta na vida da família.
    Acredito que esse livro me reserva umas boas olheiras hahah
    E fiquei muito aliviada e feliz que o livro é em primeira pessoa! No momento estou lendo um que é em terceira pessoa e não gosto muito :( mas a história em si é boa. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, Joice! uma das coisas que eu mais gosto nos livros do Coben, é a maneira como ele consegue levantar várias perguntas e respondê-las no final do mesmo livro. outra coisa bacana é acompanhar a evolução dos seus personagens principais. :)
      e, sim! leia, depois volte pra me contar o que achou, hein! <3

      Excluir

Curtiu o post? Deixe seu comentário aqui embaixo, pra gente poder debater! \o/

Só comente algo relacionado ao post. Não desrespeitar ou insultar ninguém, caso contrário, o comentário será excluído.

Tem um blog? Comenta aí embaixo, pra que eu possa te fazer uma visita! :)

siga no Instagram

@umbookaholic