O Nome do Vento, do Patrick Rothfuss.


Olá, humanos! Como é que vocês estão, hein? Hoje eu vim trazer uma "resenha" bem diferente. Devorei esse livro de quase 700 páginas em apenas quatro dias e não consigo organizar meus pensamentos pra falar dele de forma linear. Foram diversas sensações e pensamentos que tive durante a leitura, o que dificulta (e muito) fazer uma resenha.

Tentei durante quase três dias meio que "roteirizar" uma resenha e não consegui, então eu decidi fazer uma maneira diferente. O jeito mais legal que encontrei pra compartilhar essa leitura com vocês, foi listando e contando pra vocês cinco motivos para se ler O Nome do Vento.

Vamos lá?


1. Personagens
Os personagens desse livros são uns dos mais incríveis e bem criados que já vi. Rothfuss é o novo George R. R. Martin. Vi muitas pessoas tentando comparar uma história com a outra ou dizer que um autor é melhor que outro. O que a gente precisa entender é que ambos escrevem, sim, fantasia, mas o foco da narrativa é outro: enquanto As Crônicas de Gelo e Fogo focam nas intrigas e na guerra pelo trono, A Crônica do Matador do Rei foca na vida de um "simples" hospedeiro. Os personagens são cativantes, interessantes e sempre nos ensinam a como lidar com alguma situação cotidiana. Personagens tridimensionais com passados instigantes compõem essa estória incrível.

~


2. Mapa
Imagine um cenário onde estamos gravando um filme. O foco e ângulo da câmera foca onde está passando a história e ocorrendo o que queremos retratar em uma cena em específico. Vire a câmera 10º pra direita e você verá pessoas segurando cabos, os cameramen, enfim, todo o backstage. Isso é o que vem acontecido nos livros de fantasia ultimamente. Patrick Rothfuss foge à regra, criando um mundo completamente original, que passa uma verossimilhança incrível.

~


3. Enredo
Só um bom mundo e bons personagens não sustentam um livro de fantasia, pois um bom enredo é necessário. Uma das coisas mais fantásticas e que mais me agradaram durante a leitura do livro, foi o fato de o autor conseguir espalhar, muito bem, várias subtramas no livro e, no fim, interligá-las de uma maneira sensacional. Acompanhar a evolução de todos os personagens da história (não só do principal) é muito bacana, também.

~


4. Originalidade
Diferentemente de muitos livros que vemos por aí, hoje em dia, O Nome do Vento não tem uma profecia. Não há um personagem escolhido pra derrotar um vilão há muito descrito numa profecia; não existe um vilão ameaçando o mundo todo; não há clichês. Eu adoraria mencionar outros pontos pelo qual ele se destaca no quesito originalidade, mas tenho medo de dar spoiler, então vam'bora pro próximo. ;)

~


5. Fantasia sutil
Andando pelo mundo d'A Crônica do Matador do Rei, você não vai encontrar gente voando ou uma fada em qualquer esquina. A parte fantástica do livro é bastante sutil, delicada e meticulosamente escrita, o que faz com que tudo se torne possível e real. <3

~

CONFIRAM O VÍDEO QUE PREPAREI PRA VOCÊS! :D


~

E aí, curtiu? Ficou com vontade de ler?
Comenta aí! \o/

10 comentários:

  1. Já tenho o meu, só falta ler! hahah

    ResponderExcluir
  2. Sempre que começo a lê-lo, nao sei o que me falta para continuar. Comprei esse livro quase no lançamento dele, dei para minha namorada ler...ela o devorou e logo em seguida o Temor do Sabio nao sobrou nada...e eu ainda nao consigo seguir com ele...HAHA...agora tem que ir, AGORA VAIIIIIIIIIIIIIII.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara...as primeiras 60 ou 70 páginas são bem chatinhas. A história fica meio non sense, pulando de um lado pro outro e ninguém te explica nada. O fato da tradução ter dado uma vacilada (usando pronomes indefinidos pra conversas de 5 ou mais pessoas) quebra um pouco a imersão dos diálogos da taverna, o que desanima bastante. Mas persevera. Depois disso (há um marco, que eu não vou dar spoiler), o livro engrena e você não quer mais soltá-lo.

      Excluir
    2. Também tive dificuldade de engatar na leitura nas primeiras páginas, mas depois dos primeiros capítulos realmente tem algo que acontece, e a partir daí você não quer mais largar. Até eu, que não sou lá muito chegada em literatura fantástica, estou adorando. Persevere um pouquinho que quando você chegar nessa parte, vai compensar!

      Excluir
    3. sim, gente! a gente descobre algumas coisas e outras acontecem na vida do Kvothe e essas coisas nos prendem muito! é sobrenatural! *-*

      Excluir
  3. Já li o 1º e o 2º duas vezes, de tanto que amo a série... cara, se você gostou do primeiro, o segundo é ainda mais surpreendente e com personagens ainda mais marcantes.... estou esperando o 3º faz um século. Já vou avisando que dá uma baita ressaca literária quando termina de ler o segundo; é um mundo do qual você não tem vontade de sair.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aimeudeus, Sara! eu amei muito o primeiro livro (espero que tenha ficado claro. kkk) e só não li o segundo pq ainda não tenho!
      eu tô realmente muito empolgado pra dar continuidade a essa história, sério. amei o Kvothe e quero passar muito mais tempo com ele. ❤️

      Excluir
  4. Minha vontade de ler O nome do vento aumentou em 1000% após a sua resenha - e ela já era bem grande!

    www.arrasandodeallstar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAA
      leia sim, Karen, é um livro incrível, com uma trama sensacional e personagens cativantes! <3

      Excluir

Curtiu o post? Deixe seu comentário aqui embaixo, pra gente poder debater! \o/

Só comente algo relacionado ao post. Não desrespeitar ou insultar ninguém, caso contrário, o comentário será excluído.

Tem um blog? Comenta aí embaixo, pra que eu possa te fazer uma visita! :)

Tecnologia do Blogger.