A grande ilusão, do Harlan Coben


Saluton!

Oi, pessoal, tudo bom? Hoje, depois de um tempinho sem aparecer aqui, vim trazer a resenha de A grande ilusão, que é o último livro do Harlan Coben publicado aqui no Brasil. Ele foi traduzido e publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro, seguindo aquele mesmo padrão de publicação (mais fotos com o decorrer do post \o/).

// Gostaria de lembrar que outros livros do autor já foram resenhados aqui no blog! Clique aqui para poder ler! :)


SINOPSE
Maya Stern é uma ex-piloto de operações especiais que voltou recentemente da guerra. Um dia, ela vê uma imagem impensável capturada pela câmera escondida em sua casa: a filha de 2 anos brincando com Joe, seu falecido marido, brutalmente assassinado duas semanas antes. 
Tentando manter a sanidade, Maya começa a investigar, mas todas as descobertas só levantam mais dúvidas. 
Conforme os dias passam, ela percebe que não sabe mais em quem confiar, até que se vê diante da mais importante pergunta: é possível acreditar em tudo o que vemos com os próprios olhos, mesmo quando é algo que desejamos desesperadamente? 


Essa resenha não vai ter spoiler, fiquem tranquilos. :)

// RESENHA EM VÍDEO
Se preferir, você pode assistir ao vídeo! O livro foi resenhado lá no canal e rolou uma discussão bem legal! Não deixe de ver! :)


Já começo esse post dizendo que vai ser bem complicado fazer essa resenha, já que A grande ilusão virou um dos meus livros - se não o - preferidos do autor.

Aqui a gente vai conhecer a Maya, que é uma personagem feminina incrível. Se eu te digo que ela é uma viúva mãe de uma menina de dois anos, automaticamente você assume que ela se faz de coitada o tempo todo, certo? Errado. Maya é uma ex-militar, pilotava aviões do exército americano. Ela é uma protagonista excelente, que vai atrás da verdade, custe o que custar; uma personagem verossímil... uma personagem real. Uma das coisas mais legais da personagem, é fato de, o tempo todo, ela viver em conflito consigo mesma. A gente tem a ex-militar e a mãe gritando dentro de si. É bacana acompanhá-la no dilema entre fazer o que ama e cuidar da sua filhinha e ser bem vista pela sociedade. (Ele ama muito a Lily - filha dela -, não pensem o contrário. kkk!)

Quem já é um leitor do Coben, sabe muito bem como ele costuma fazer o leitor ficar perdido por 3/5 da história e, nos 45 minutos do segundo tempo, ele amarra a história como um todo e dá um final incrível. Ao longo dessa história, muitas perguntas são levantadas; perguntas essas que fizeram com que eu, Alex, refletisse bastante. Amo essa vibe reflexiva nos livros do Coben. 

Anos antes o seu próprio pai dissera: "Todas as histórias de amor terminam em tragédia." Na época ela não havia concordado, achando aquilo um pessimismo exacerbado, mas ele havia insistido: "Pense bem. Ou o amor acaba ou, no caso dos que têm mais sorte, um dos dois vive o bastante para ver o outro morrer.

Assim como nos outros livros do autor, todos os personagens têm um grande foco, tanto a protagonista quanto os coadjuvantes. A gente tem, por exemplo, o Shane, que é um leitor ávido, parceiro da Maya na época militar; a Eileen, uma das amigas de Maya e Claire, sua irmã; Jessica e Hector, que são empregados da família de Joe. Todos eles são muito tridimensionais, o que ajuda muito a dar profundidade pra história. 

Durante a narrativa, a gente descobre que há muitos segredos que precisam ser revelados: Maya esconde um segredo da época de militar; um Buick vermelho a está perseguindo; um site chamado Boca no Trombone divulga segredos profundos de pessoas importantes; a morte do seu marido não é tão simples quanto parece. A todo momento o autor apresenta um mistério a ser resolvido, um problema a ser solucionado. Tudo isso faz com que fiquemos muito curiosos e presos ao livro. As páginas viram sozinhas!

Vai por mim: essa sinopse não é bastante. Ela conta o que acontece nas primeiras 10 páginas, o que não é nada pra um livro de 304 páginas.


O final do livro, com toda a certeza do mundo, foi completamente inesperado. Como o autor não nos dá todas as pistas logo de cara, a gente lê muito rápido, por que ficamos tão aflitos quanto a personagem principal. Quando a gente vê, já tá no finalzinho! Lá pros 4/5 da história tudo começa a fazer sentido e meu Deus! Estou escrevendo essa resenha por que terminei o livro exatamente agora; escrevo isso com lágrimas nos olhos, ouvindo Demons, do Imagine Dragons.

Juntei as (poucas, mas ótimas) músicas que são citadas no livro numa playlist no Spotify (o nome vai fazer sentido quando vocês ouvirem, eu prometo. kkk!). Vou deixar a playlist aqui embaixo, pra quem quiser seguir e ouvir. Assim que terminar de ler o livro, ouça a última música e preste atenção na letra. Vai te levar pra dentro do livro na hora... Ah, ouça as músicas conforme elas forem sendo citadas, ok? :)



Gostaria de usar essa linha da resenha só pra reforçar que o final é maravilhoso.

Uma das coisas que, pra mim, são mais características do autor, é o fato de ele fazer comparações. Durante o livro, também, a gente tem algumas referências a coisas externas, que fazem com que a gente sinta que esse dali é o mundo que a gente vive e conhece. Adoro as comparações que ele faz e, como o público alvo dele é adulto, acho uma forma legal de passar e mostrar pra eles os problemas dos jovens de hoje em dia.

Dizer a alguém que sofria de depressão, por exemplo, para esquecer sua condição e sair de casa como se não tivesse nada era o mesmo que dizer a um homem com as duas pernas quebradas para correr até a padaria da esquina e voltar com o pão.

Gente, tem até referência a Jogos Vorazes e a Jeniffer Lawrence! Ahhh! *-*

Gostei muito da diagramação e da tradução do livro. Só pude ver dois errinhos de revisão, mas nada que vá atrapalhar a leitura, vá por mim. Mais uma vez a Editora Arqueiro nos presenteia com uma edição caprichada! :)

JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, por que ajuda pra caramba! :)





A grande ilusão é um livro incrível, com personagens bem construídos e um final completamente inesperado. De tirar o fôlego!

E aí? Já leu ou ficou com vontade?
Comente sua opinião! \o/

8 comentários:

  1. Eu tô sempre ansioso por suas resenhas, hehe

    Mano, ainda não li nada do Coben, eu tenho um único livro dele aqui, o tal do "tell no one". Ganhei de aniversário faz séculos e ainda não animei pra ler. Mesmo sabendo que ele é um autor que a critica adora.

    Sua resenha me fez ficar com vontade de conhecer as obras dele, e esse livro parece ser realmente muito bom. Você acha que eu devo começar por ele, ou leio "tell no one" antes?

    Maravilhosa a sua resenha, eu gosto muito como você fala das experiências que teve durante a leitura.

    Abraços, lindão. E força sempre.

    https://omalkavian.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nhooo! <3

      Então, o Não conte a ninguém era o meu livro preferido dele, até que li esse! Apesar de ter amado o A grande ilusão, recomendo que comece pelo Não conte a ninguém, msm! Foi por onde comecei e, amigo, decisão melhor impossível. <3

      Muito obrigado, feliz q vc tenha gostado! <3

      Excluir
  2. Oi Alex! Sou fã incondicional de Coben! Quero muito ler esse livro! Gostei da sua resenha!
    bjs

    Amor por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm sou apaixonado por ele! É incríveeel!
      Obrigado! <3

      Excluir
  3. Oi Alex!! Que completa sua resenha, adorei a playlist! <3 Eu nunca li nada do Coben, mas o pessoal lá no blog ama, tenho muito curiosidade em ler! <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Miii! <3

      Então, leiaaa! Eles são super leves e rapidinhos! <3

      Beijinhos! <3

      Excluir
  4. Olá
    Eu até agora apenas li "Não conte a ninguém "do Harlan Coben.
    E pretendo ler.mais livros dele.Certamente "A grande ilusão" esta na minha lista

    Amei a resenha

    Abraços
    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Nossa, eu preciso ler algo do autor, hahaha! Essa coisa toda de mistérios que dizem sempre tem nos livros dele me deixam super curiosa. Quero ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras / Sorteio "O gnomo Elias"

    ResponderExcluir

Deixa a sua opinião, ela é mega importante pra mim! E, ah, se você tiver um blog, deixa o link aí! Vou adorar retribuir a visita! <3

Obrigado! :D

Tecnologia do Blogger.