On Writing: Devo evitar clichês?

abril 25, 2017

Saluton!

Depois de algumas semanas, eu finalmente voltei com mais um "episódio" (se é que eu posso chamar assim... 😆) de um dos meus quadros favoritos: o On Writing! O último post da série teve uma repercussão bem legal; bastante gente veio, comentou e deixou suas opiniões. Hoje, então, não venho dar uma dica, mas debater com vocês.

// Esse é o segundo post dessa nossa série, então, se quiser ler o primeiro, clique aqui.

// Esse post vai funcionar como um booktalk (clique aqui para ler o último), então vou expôr a minha opinião e levantar várias perguntas. No comentários, vocês podem deixar a opinião de vocês também, seja concordando ou discordando, ok? :)

Boralá! \o/

Recentemente eu tava navegando no Facebook e, como sempre faço, entro nos meus grupos de escrita e debate favoritos (tenho vários pra indicar, inclusive, e, se quiserem, posso fazer um OnW indicando). Eu estava no feed do Clube de Autores de Fantasia (minha segunda casa ❤) quando me deparei com um link que dava em uma matéria listando vááários clichês que os autores de fantasia deveriam, a qualquer custo, evitar. Hey, autor do post, pega uma caneca e se acomode. Precisamos conversar.

O que escrever e como escrever é um particular de cada autor. Falando de fantasia: se o autor quer criar um mundo com características tolkenianas, basear sua história na jornada do herói, escrever uma trilogia, etc, deixe-o. fazer. 

Você, autor que está lendo esse post, não se prenda a esse tipo de coisa e """regra"""; escreva o tipo de história que você gostaria de ler. Escreva o que você quiser escrever.

"Clichês são coisas do passado, clichê não faz sucesso." Não? Vejamos. Trazendo isso tudo um pouco mais pra nossa realidade, convido vocês a analisarem algumas sagas famosas comigo e com o meu amigo Joseph Campbell. Uma vez, no meu curso de design gráfico, meu professor me apresentou um vídeo bem legal e eu gostaria de compartilhar com vocês. 



Viram só? E essas fórmulas não estão presentes somente em livros de fantasia! Temos garotas linda de 16 anos que se acham feias, garotas que se apaixonam por seres sobrenaturais, badboys que são consertados por garotas maravilhosas, enfim, temos clichês em toda parte. O legal da literatura e de todas essas histórias, é que podemos viver coisas e ter experiências que jamais teríamos na vida real, como derrotar o Senhor do Escuro ou ser a esposa de Christian Grey (tem quem curte, né? oi, mãe! 😜). Limitar a criatividade de um autor, é privar várias outras pessoas de conhecerem um mundo novo, com pessoas novas, onde vamos nos apaixonar e vibrar de felicidade.

O ponto certo pra você escrever um clichê (caso queira ser lido e etc) é a execução. A forma como você apresenta seus personagens e a trama e os desenvolvem é o que realmente conta. Como foi citado logo acima, Harry Potter, Jogos Vorazes e O Senhor dos Anéis têm aos mesmos pontos principais, o mesmo "esqueleto", mas as histórias são, de alguma forma, parecidas? Pensem nisso.

"Na caverna que você teme entrar, está o tesouro que busca."
- Joseph Campbell.

Não tenha medo de mostrar sua história pro mundo... arrisque-se. 

Mas e aí? Qual é a sua opinião? Devemos ou não fugir dos clichês?
Compartilhem seus pensamentos. :)

5 comentários:

  1. Acredito que utilizar de um clichê ou outro seja algo bom, mas se utilizarmos de vários e vários clichês acaba que nós temos um espécie de história que já foi contada em outros livros. Um autor não deve se limitar, quanto mais outra pessoa fazer isso, impor a um autor limites é o mesmo que falar para ele que ele tem que criar menos. E ISSO NÃO SE FAZ.

    Utilizar de clichês é bom, mas é como dizem, tudo que é demais abusa. E acredito que com clichês seja a mesma coisa. Não impondo limites, obviamente, mas é que um autor escreve porque quer ser lido, e utilizar de muitos clichês em suas obras acaba afastando os leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, sim! acho que o ponto ideal é saber usá-los a seu favor, pra que chame leitores e você mesmo se sinta satisfeito! :)

      Excluir
  2. Devemos fugir dos clichês? Faço da parte da escola em que a resposta é Sim. Devemos fugir, mas até certo ponto, hehe. Histórias escritas e contadas são, na maioria das vezes, variações da mesma história. Eu como fã e escritor de fantasia acredito que já temos dragões e elfos com arcos em demasia, não que isso seja algo ruim (eu amo dragões, e ora, já sonhei ser um elfo), mas é bastante chato e cansativo quando você pega um novo livro pra ler, e bem, mais dragões e mais elfos com arcos, sabe. É a esse tipo de clichê que estou me referindo. Quanto a saga do héroi: amigo, todos nós precisamos de um; nossas histórias também.

    Bem, é o que eu acho. Espero não ter falado besteira, hehe.
    http://omalkavian.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. você não falou besteira, amigo, só deu a sua opinião. não tem certo e errado. <3
      e sim, concordo contigo. eu, particularmente, adoro uma história com 'dragões e elfos com arcos'... Tolkien, Feits, Manoel Batista são exemplos de autores que escreveram histórias desse tipo e se se sobrepuseram; eles se inovaram dentro do clichê, entende? gosto quando a história inova dentro desse "padrãozinho". sou louco por histórias onde o personagem principal é testado inúmeras vezes, onde ele amadurece, saca? ;)

      Excluir
  3. Aloha, Alexius

    Na minha breve e opinião, acho que devemos, de certo modo evitar os clichês. Não que não devem ser usados, mas com moderação. Pois se sua história tiver clichês, mas ela não ser bem construída (e é claro, é por isso que gosto de te enaltecer bastante com Wyattix.), o livro pode ser bem chatinho de ser lido. Enfim, a Jornada do Herói, é sim uma coisa em que todos os escritores deveriam fazer, para eles terem uma noção básica, do que pode acontecer. E acho sim que encontramos a Jornada do Herói em TODO LUGAR DO MUNDO, sem exceções.

    Xoxo ;*,
    Felipe ( www.youtube.com/c/felipepaduan )

    ResponderExcluir

Deixa a sua opinião, ela é mega importante pra mim! E, ah, se você tiver um blog, deixa o link aí! Vou adorar retribuir a visita! <3

Obrigado! :D

Tecnologia do Blogger.