Entrevista: Marlon Souza


Oi, pessoal!
Como vocês estão? \o/

Hoje eu venho trazer pra vocês uma entrevista que fiz com o autor Marlon Souza. Pra quem não o conhece, ele estará lançando, no mês que vem (23/04), o seu primeiro livro de fantasia: As Crônicas de Elf Regnum: O Despertar da Fênix. Essa é a segunda publicação do Marlon e, olha............ ela promete.

E, ah, fica aqui com a gente por que tem surpresa no final! :)

JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, por que ajuda pra caramba! :)



// PERGUNTAS

Capa.
P: Sabemos que você já tem um livro lançado e tudo mais; você acha que essa sua primeira experiência influenciou, de alguma forma, a sua segunda publicação? Escolha da casa editorial, processo de escrita e tudo mais?

Marlon Souza: Hoje posso dizer com certeza que meu primeiro livro foi um teste. Eu ainda não conhecia o mercado editorial como deveria, não sabia de todo o processo de publicação. Com certeza me ajudou a ampliar meu conhecimento a respeito disso e influenciou muito na escolha da editora que publicaria Elf Regnum. Estou muito feliz por minha escolha. Referente a escrita, também contribuiu bastante. Aquele livro foi meu primeiro livro escrito e seu processo de escrita foi mais livre, sem planejamentos, resumos, nada. Já para este, eu aprendi ter mais foco, estudei bastante sobre técnicas de escrita. Me tornei um escritor. Devo muito a minha primeira publicação. Aos erros e acertos que tive. Só assim pude evoluir bastante e o resultado poderão ver no primeiro livro da série.


P: Muitas pessoas e experiências pessoais nos inspiram e dão motivação pra escrevermos sempre mais e mais. Como autor do fantasia, a gente precisa sempre ter novas ideias pra fugir dos padrões e, ainda assim, entregar uma coisa que as pessoas gostem de ler e que seja original. Onde você busca inspiração pras histórias e pros personagens?

Marlon Souza: Olha. Acho que essa é a pergunta mais difícil de ser respondida. A inspiração vem de qualquer lugar. Literalmente. A ideia inicial desse livro surgiu por causa de uma estampa em uma camisa que um conhecido estava usando em um dia aleatório. É claro que daquela ideia inicial não existe mais nada, a não ser o nome do personagem principal e suas características físicas. Com o passar do tempo precisei escrever quatro versões do primeiro livro para achar o tom certo para a série. E a primeira versão é tão diferente da última que poderia facilmente escrever um outro livro. Acho que a principal motivação para continuar essa história foi de fato Natan (o protagonista) eu ansiava por personagens negros protagonistas, que não vejo muito em livros, não só de fantasia. Queria representar isso de alguma forma.


P: Quanto ao livro de fantasia: qual foi a maior barreira que você enfrentou ao escrevê-lo? A criação do mundo, dos personagens, da trama? Da mitologia em si?

Marlon Souza: A maior barreira que enfrentei foi achar o tom da história. Como disse antes, foram quatro versões escritas. As três somente na visão de Natan, contando a história já bastante avançada. Tinha acontecido muita coisa antes de começar a jornada de Natan. Porém, por mais que meus leitores betas falassem que a história estava boa, eu ainda não via a força que precisava para uma série. Para um leitor de fantasia, o primeiro livro é fundamental para a continuação da leitura (não é mesmo?). Eu já tinha tudo ali. A história, os personagens. Sabia de toda a trama antes da história de Natan e como ele chegou naquele ponto. Então só precisei voltar no tempo (da história) e acrescentar outras visões. Na versão final de O Despertar da Fênix, temos quatro visões da história, de personagens totalmente diferentes e inspiradores a sua maneira, inclusive do vilão! E isso só me deu mais liberdade para trabalhar em sua continuação.


P: O seu primeiro livro foi um romance/drama. Quando foi que você percebeu (ou decidiu) que ia mudar o tema do seu livro tão drasticamente? Foi (ou está sendo) fácil, essa transição?

Marlon Souza: Eu comecei escrevendo fantasia, por incrível que pareça. Mas quando comecei a escrever textos 100% autorais, eu passei a escrever crônicas e contos, na maioria de drama e romance. Eu gosto de inúmeros gêneros, já publiquei contos de terror e fantasia. Acho que como fã de fantasia, meu sonho era criar um mundo próprio. Sendo que eu não me julgava preparado antes. que precisava estudar mais, ler mais, escrever muito mais! Mas precisava, acima de tudo, da história certa. Ela demorou a surgir, mas quando a ideia veio, eu soube que era por ela que eu estava procurando.


P: É de conhecimento mundial que você o maior fã de Harry Potter que o mundo respeita! kkk! Decidi, então, adaptar uma das coisas mais legais do mundo da J. K.: as horcruxes. Se você pudesse escolher sete livros (não sagas) pra transformar em uma horcrux e viver pra sempre neles, quais escolheria?

Marlon Souza: Uoolll. Essa foi a melhor pergunta que já li em alguma entrevista. Caramba, sete livros. Essa é bem difícil. A resposta óbvia seria os sete livros de Harry Potter, mas como o bom bruxo que sou, não poderia me entregar assim tão facilmente (não é mesmo?!). Então vou escolher: Harry Potter e o Enigma do Príncipe (meu preferido da série); O Caso dos Dez Negrinhos; Dom Casmurro; A Metamorfose; O Melhor de Mim; O Retorno do Rei e O Despertar da Fênix.


P: Pra finalizar! Uma boa parte dos meus leitores é fã de fantasia. Sempre vêm aqui em busca de dicas e tudo mais (obrigado, amo vocês! ❤), então, pensando nos aspirantes a escritores, nos dê uma dica pra quem quer começar a escrever! :)

Marlon Souza: Acho que ninguém pode querer começar a escrever. Tem que sentar e escrever. Só isso que precisa para escrever. Mas para se tornar um escritor, conseguir concluir um livro você tem que fazer duas coisas inicialmente: ler muito e escrever muito. Acho que essa é a melhor dica que eu recebi na vida e que sempre levarei comigo. Mas também é preciso estudar. Veja todos os vídeos de dicas de escrita que achar no YouTube, pesquise bastante sobre isso. Mas principalmente, não desista nunca. Lembre que J. K. Rowling foi recusada um monte de vezes, Stephen King também e provavelmente todos os autores que admiramos e amamos e se eles conseguiram, se eu estou conseguindo, você também pode conseguir. Abraços!


As Crônicas de Elf Regnum: O Despertar da Fênix será lançado no dia 23 de ABRIL de 2017 no evento LITERAMERITI (para mais informações, clique aqui), que é realizado pela maravilhosa equipe do LiteraCaxias! Sintam-se privilegiados, esse anúncio tá sendo feito aqui! <3

Eu estarei lá, no evento, e já deixo aqui o convite pra nos encontrarmos! A gente vai poder se ver, se abraçar, tirar fotos e tudo mais! Não vão perder, né? :)


ACOMPANHE


Gostaria de agradecer ao Marlon por ter topado fazer essa entrevista e por, tão gentilmente, ter respondido a todas as minhas perguntas! Foi incrível! 

Adquira o livro na pré-venda, que começa na primeira semana de Abril, e vamos juntos no aventurar por Elf Regnum! Topa? 😄

4 comentários:

  1. Muito obrigado por essa entrevista fantástica, Alex. Fico muito feliz mesmo por poder dividir esse momento com você!!! <3

    ResponderExcluir
  2. Achei incrível conhecer o Marlon! 😍
    Confesso que ainda não conhecia a obra dele, mas já vou dar uma procurada, sim! ❤
    Entrevista incrível, Alex! *-*

    ResponderExcluir

Curtiu o post? Deixe seu comentário aqui embaixo, pra gente poder debater! \o/

Só comente algo relacionado ao post. Não desrespeitar ou insultar ninguém, caso contrário, o comentário será excluído.

Tem um blog? Comenta aí embaixo, pra que eu possa te fazer uma visita! :)

siga no Instagram

@umbookaholic