Depois daquela montanha, do Charles Martin.

fevereiro 20, 2017

Oi, pessoal, tudo bem? \o/

Hoje eu venho, como sempre, indicar um livro maravilhoso e promissor pra vocês. Depois daquela montanha é um romance do Charles Martin, que foi publicado aqui no Brasil em 2016 pela Editora Arqueiro. O livro vai ganhar uma adaptação cinematográfica ainda esse ano, 2017, e, é claro, vou assistir e comentar com vocês depois. :)

// A adaptação que chega, ainda esse ano, nas telas do cinema conta com Kate Winslet (de Titanic) e Idris Elba (de Mandela), nos papéis principais.


JÁ É INSCRITO NO CANAL? 
Se inscreve lá, por que ajuda pra caramba! :)



SINOPSE

O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.

Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.

Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.

Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.


Essa resenha não contém spoilers. Pode ler tranquilamente. :)

Já começo dizer que uma das coisas que mais curti nesse livro, foi acompanhar a trajetória do personagem principal. A forma como ele evolui e, de pouco em pouco, a gente se apega à ele é bem legal. O Ben Payne é um personagem carismático que, de início, não gostei muito, mas, conforme a narrativa avança, a gente entra na mente dele e passa a entendê-lo. Ben é um personagem real que passamos a entender, amar e admirar. 

De início, eu não consegui muito acreditar na motivação dos personagens. Confesso que me incomodou um pouco, no começo, mas depois que o autor passa a desenvolver melhor esse personagem, a gente consegue ver mais verossimilhança. Mas, calma, esse incômodo foi bem no comecinho mesmo, nada que atrapalhe a leitura. ;)

Talvez a caminhada seja longa e árdua para sair do local do desastre. Talvez a distância seja diferente para cada um de nós. Talvez o amor seja maior que a minha confusão.


A 'jornada' dos personagens foi uma coisa que me deixou muito tenso, durante o livro. Fiquei muito aflito durante 60% da leitura, temendo pela vida deles, pelo que poderia acontecer. Me peguei retraído várias vezes, achando que algo de ruim poderia acontecer.


Foi um daqueles momentos em que eu entendi, realmente entendi, que a vida não é garantida. Que eu a tomava por certa, sem lhe dar valor. Que acordava todos os dias achando que também acordaria no dia seguinte.

Com frases marcantes, Martin cria uma trama de tirar o fôlego. Quem me acompanha bem sabe não curto muito romances, o que só reafirma a maestria do cara.

Viver com o coração partido é viver semi morto, e isto não quer dizer que o sujeito esteja meio vivo. Quer dizer que está meio morto. E ... isso não é jeito de viver.



// FOTOS

Diagramação do livro.

Contracapa.


NOTA: 4/5
E aí? Já leu ou está afim de ler? Comenta aí!
Abraços e boas leituras! \o/

8 comentários:

  1. Oii!

    Estou sempre querendo ler esse livro, mas nunca comecei a leitura. Acho que ele deve ser ótimo, assim como você falou na resenha sobre momentos tensos, que sempre me fazem amar os livros. Espero iniciar a leitura logo.

    beijos

    www.mecontanoblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAA
      leia sim, Juli, ele pode ser seu novo livro favorito! <3

      Excluir
  2. Eu gostei muito desse livro.
    Na verdade eu terminei chorando hahahahaha
    Porque não imaginava que o final fosse daquele jeito <3

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. incrível, não, Clayci? tô muito ansioso pela adaptação cinematográfica! *-*

      Excluir
  3. Comprei Depois daquela montanha por causa desse post! Post maravilhoso <3 Alex eu te admiro muito! E você fica me fazendo cada vez mais gastar dinheiro com a Arqueiro, menino! Kkkkkk

    ResponderExcluir
  4. KKKKKKKKKK AMEI?
    menino, é cada tiro que eles publicam, que olha...... só amor! <3

    ResponderExcluir
  5. Também não vejo a hora de poder assistir a adaptação desse livro. Achei muito boa a escrita do autor que me fez imaginar por vezes cada detalhe da história e o final! Fiquei sem saber o que falar. hehe

    Parabéns! Continue assim.
    Atenciosamente Um baixinho nos Livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim! Tô bem ansioso pela adaptação! Só me assusta pq já estamos em Agosto e não tivemo notícia nenhum até agora, né? kkk!

      Excluir

Deixa a sua opinião, ela é mega importante pra mim! E, ah, se você tiver um blog, deixa o link aí! Vou adorar retribuir a visita! <3

Obrigado! :D

Tecnologia do Blogger.