trilogia 'a passagem': primeiras impressões


oi, humanos!
como é que vocês estão, hein? \o/

hoje eu tô aqui pra abrir um quadro novo, aqui no blog! pela primeira vez eu vou contar pra vocês, durante a leitura de um livro, o que eu estou achando!

pra começar esse quadro eu escolhi o livro A Passagem, que é o primeiro livro da trilogia homônima escrita pelo Justin Cronin, publicado aqui no Brasil pela Arqueiro. ele é um patacão de quase 900 páginas e tem muita, mas muita coisa bacana pra comentar e ser discutida! ❤

// vale lembrar que esse post não contém spoilers, então você pode ler tranquilamente! \o/

se você não conhece a trilogia, tudo bem. deixo a sinopse bem rápida, pra vocês! 😉


SINOPSE

Primeiro, o imprevisível: a quebra de segurança em uma instalação secreta do governo norte-americano põe à solta um grupo de condenados à morte usados em um experimento militar. Infectados com um vírus modificado em laboratório que lhes dá incrível força, extraordinária capacidade de regeneração e hipersensibilidade à luz, tiveram os últimos traços de humanidade substituídos por um comportamento animalesco e uma insaciável sede de sangue. Depois, o inimaginável: ao escurecer, o caos e a carnificina se instalam, e o nascer do dia seguinte revela um país – talvez um planeta – que nunca mais será o mesmo. A cada noite, a população humana se reduz e cresce o número de pessoas contaminadas pelo vírus assustador. Tudo o que resta aos poucos sobreviventes é uma longa luta em uma paisagem marcada pelo medo da escuridão, da morte e de algo ainda pior. Enquanto a humanidade se torna presa do predador criado por ela mesma, o agente Brad Wolgast, do FBI, tenta proteger Amy, uma órfã de 6 anos e a única criança usada no malfadado experimento que deu início ao apocalipse. Mas, para Amy, esse é apenas o começo de uma longa jornada – através de décadas e milhares de quilômetros – até o lugar e o tempo em que deverá pôr fim ao que jamais deveria ter começado. A passagem é um suspense implacável, uma alegoria da luta humana diante de uma catástrofe sem precedentes. Da destruição da sociedade que conhecemos aos esforços de reconstruí-la na nova ordem que se instaura, do confronto entre o bem e o mal ao questionamento interno de cada personagem, pessoas comuns são levadas a feitos extraordinários, enfrentando seus maiores medos em um mundo que recende a morte. 


já quer ler, ou não? kkk!

os personagens são muito bem criados e eu estou a.m.a.n.d.o. a maneira como o Cronin - autor do livro - está inserindo os novos personagens na trama! é incrível como eu consigo me interessar pelo passado e temer o futuro de cada um deles! 

a Amy, que é o ponto/personagem principal da história, é uma das coisas mais legais de se acompanhar nesse livro! mesmo que ela não apareça tanto, a presença dela tá muito presente ao longo do livro todo, o que é muito bacana. todo o mistério que envolve essa criança de 6 anos é surpreendente e foi escrito com uma maestria incrível!

quanto ao cenário: que creepy! é incrível como o autor faz com que você pressinta a aproximação dos virais - que são os "vilões" - e os tema! uma atmosfera sombria permeia toda a história, e isso é fantástico!

até então eu estou na página 320, exatamente, e esse livro já é, sem sombra de dúvidas, uma das melhores leituras de 2016, mesmo que eu não o termine esse ano! ele me fez lembrar o porquê d'eu gostar tanto de livros de ficção, de gostar de temer essas histórias, de querer ser sempre surpreendido. digamos que o Cronin me fez lembrar porquê eu gosto de ser leitor. 💕

durante a narrativa do livro a gente vai poder acompanhar vários personagens em várias épocas. eu já tinha me apegado a um personagem X, quando o autor mudou de núcleo, confesso que isso desacelerou um pouco a minha leitura, mas nada que atrapalhe. tô até gostando desses novos personagens! *-*


eu não bem pra que lugar ele vai levar esses personagens nem que final vai ter o primeiro livro (ou a trilogia), o que é bem legal! tudo é/vai ser uma surpresa pra mim.

eu achava que a trilogia em si iria nos mostrar como o ser humano reagiria ao "apocalipse", mas já vi que vai bem além disso. acho que autor vai ser mais ousado e nos mostrar até onde o ser humano vai pra ter aquilo que quer.

será?


mas, e aí? tem vontade de ler?
vamos discutir, comenta aí! <3

4 comentários:

  1. olha... i hate u!
    tenho tanta coisa pra ler e você me deixando curioso pra ler A Passagem, com suas 800 páginas. kkkkkkkkk
    adorei o post, migo! <3

    ResponderExcluir
  2. Adoro quando os blogs deixam a sua primeira impressão dos livros. Adoro livros de ficção e fantasia e já add esse à minha (enorme) lista.
    Obrigada pelas dicas :)
    Beijos,
    Juliana.
    Fabulônica
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tenho certeza que você não ai se arrepender! <3

      Excluir

Curtiu o post? Deixe seu comentário aqui embaixo, pra gente poder debater! \o/

Só comente algo relacionado ao post. Não desrespeitar ou insultar ninguém, caso contrário, o comentário será excluído.

Tem um blog? Comenta aí embaixo, pra que eu possa te fazer uma visita! :)

siga no Instagram

@umbookaholic